E finalmente vamos estrear este blog há tantos anos desejado, planeado e pronto já há 1 mês graças a ajuda da minha querida amiga e blogger Sofia Carvalho autora do Criar Comer Crescer e que por (muita) preguiça ainda não tinha começado a escrever.

Para quem se inicia em compreender mais sobre o Método Montessori, é imediatamente atropelado com alguns elementos mais “famosos” desta Pedagogia. São alguns deles a cama no chão, os brinquedos em madeira, entre outros, e a tão falada Torre de Aprendizagem.

Eu, claro, não sendo excepção, desejei imediatamente uma para usar com a minha filha. Mas feitas eram caras e por norma muito grandes. Para fazer em casa tornava-se mais trabalhoso porque na altura não havia o banco ODDVAR. Pelo que teria sempre de construir uma estrutura superior de raiz, como fez a Sofia. Portanto, foi um projecto que se tornou “pendente” durante MUITO tempo.

Entretanto comecei a ver os tutorias usando o tal novo banco ODDVAR. Perfeito! Mas, além de não apreciar alguns detalhes que via nos tutoriais, o tempo era escasso e a disponibilidade mental ainda menor.
Até que veio esta quarentena e de repente tivemos por cá tempo para concretizar 80% de tudo que era ideias pendentes. (Começar a escrever neste blog ia ficando nos outros 20% ahahah mas pronto, cá estamos a dar o pontapé de saída, já que o que custa é começar e as ideias começam a precisar de espaço fora da minha cabeça para ter espaço para novas!).

Primeiro ponto que não me agradava: a necessidade de acrescentar uns pequenos pés horizontais para assegurar que não havia desequilíbrio. Como neste exemplo marcado com a vermelho em baixo (imagem retirada no google não consegui encontrar o post original, se souberem partilhem para eu acrescentar a origem da imagem)